Educação

EDUCAÇÃO

Educação pública, universal e de qualidade

Reconhecida como modelo de escola cidadã, gestão participativa e exemplo de educação inclusiva, a Rede Municipal de Ensino vem sendo desmantelada em seus princípios.

Alteração de medidas sem diálogo, envio de leis de mudança de regras de eleição de diretores sem consulta, ausência de orientação pedagógica e formação continuada, fechamento de oferta de Ensino Médio, oferta insuficiente de vagas na educação infantil, redução de oferta da EJA e fragilização dos trabalhadores da educação estão entre os desafios a serem superados na capital que já promoveu o Fórum Mundial de Educação.

De modelo para o mundo a um projeto de privatização e vaucherização, a rede municipal vive um de seus ciclos mais devastadores, gerando greves, adoecimento, evasão e desestímulo na comunidade escolar. Denunciamos a fragilização da rede municipal pela imposição de normas e rumos sem diálogo, o desmonte de projetos e laboratórios, e o desestímulo aos trabalhadores e trabalhadoras em educação.

Porto Alegre precisa mudar e iniciar um caminho novo, um novo ciclo, uma retomada da educação pública de qualidade, da educação inclusiva e com gestão democrática.

Agora é mudança. Agora é Manuela Prefeita e Rossetto Vice!

Leia as propostas no Programa de Governo
Cidade Viva! Humana, igualitária e participativa Educação pública, de qualidade e universal Cidade Viva! Humana, igualitária e participativa

Nosso mandato retomará a tramitação dos projetos ainda não aprovados e seguirá atuando no plenário, nas comissões legislativas, nos pedidos de providência, em visitas a escolas, na conversa com educadores, nos diálogos com as entidades de classe para a redução de danos sobre este cenário que descumpre o Plano Municipal de Educação em diferentes itens.

NOSSOS PROJETOS: 

EJA perto de casa: Indicação ao Executivo para a manutenção da Educação de Jovens e Adultos (EJA) na rede municipal próxima a casa para estimular e assegurar o direito à educação nessa modalidade.

Exigência de cumprimento da lei dos orgânicos na merenda: Realização de recorrentes reuniões com o Executivo, apontando o descumprimento da legislação que vigora desde 2017 e obriga o Executivo a adquirir e destinar produtos orgânicos para a merenda escolar na rede municipal de ensino, até o percentual de 50%.

Apoio à melhoria da infraestrutura esportiva: Visita e coleta de dados nas escolas da Rede Municipal de Ensino sobre a infraestrutura disponível e necessária para a prática de diferentes modalidades esportivas, com o objetivo de elaborar projetos e pedidos de providência.

Manutenção da Gratificação por Difícil Acesso: Iniciativa do mandato na articulação de reuniões e de um Pedido de Providência, mobilizou 19 vereadores de nove partidos, barrando medida da Prefeitura que tentava retirar a gratificação por difícil acesso em 17 escolas municipais.

WhatsApp chat