Pedalando pela Vida

PEDALANDO PELA VIDA

Pedalando pela vida com estímulo ao uso seguro da bicicleta

O reconhecimento como o “Vereador da Bicicleta”, notabilizou nosso primeiro mandato dado o estímulo ao uso seguro da bicicleta como meio de transporte, esporte, lazer e prática saudável.

Como ciclista profissional, campeão gaúcho, brasileiro e em circuitos europeus, o Marcelo Sgarbossa tem muitas iniciativas cicloativistas. Em especial, no aprimoramento do Plano Diretor Cicloviário Integrado (PDCI) e em apoio ao convívio harmônico da cidade com os ciclistas. Além da criação de fundos e no estabelecimento de prazos para a instalação de ciclovias, ciclofaixas e bicicletários públicos.

Quando em 2011, a capital ficou marcada pelo atropelamento intencional de dezenas de ciclistas, ganharam destaque as iniciativas para o cuidado com quem pedala. No contexto daquela tendência internacional, Sgarbossa protagonizou a criação do Fórum Mundial da Bicicleta, cuja 1ª edição aconteceu em fevereiro de 2012. Neste ano a 9º edição ocorre no Nepal, com participação especial do mandato na abertura.

Nos últimos dezesseis anos os prefeitos mal iniciaram a implantação do Plano Cicloviário, executando somente 54 dos 395 Km previstos e nenhuma ação coordenada para integração ao Plano de Mobilidade.

Porto Alegre precisa mudar e iniciar um caminho novo, um novo ciclo, uma retomada para romper com a lógica da prioridade para os carros.

Agora é mudança. Agora é Manuela Prefeita e Rossetto Vice!

Leia as propostas no Programa de Governo
Cidade Viva! Humana, igualitária e participativa Pedalando pela vida com estímulo ao uso seguro da bicicleta Cidade Viva! Humana, igualitária e participativa

Nosso mandato retomará a tramitação dos projetos ainda não aprovados e seguirá trabalhando firme para a retomada da escala humanada, que o uso da bicicleta permite.

NOSSOS PROJETOS: 

Campanha 1,5 metro: Ações de educação para o trânsito com atuação nos cruzamentos e nos meios digitais para a divulgação e incentivo a manutenção da distância legal do carro ao ultrapassar ciclista, assim como sugestão de campanha com este cunho ao Executivo.

Bicicletário em vaga de carro é lei: Aprovamos em 2017 a instalação de bicicletários em vagas de carro no leito das ruas, em frente a estabelecimentos ou residências que os solicitem.

Bike box: mais segurança para quem pedala. Aprovada a inclusão de ciclistas nos chamados bike box – bolsões de proteção – nas áreas delimitadas exclusivamente para motos e bicicletas em sinaleiras, à frente dos carros.

De bici ao trabalho: Institui o Programa “Vou de Bici” e o selo “Empresa Amiga da Bicicleta”, estimulando o setor privado a incentivar o uso da bicicleta como meio de deslocamento.

Mais horários para bicicletas no Trensurb: Nosso diálogo para ampliação dos horários de transporte de bicicletas, no trem de superfície da Região Metropolitana, encontrou eco no contexto da pandemia, e foi ampliado.

Transporte de bicicleta em ônibus e lotação: Aprovamos Indicação para que a Prefeitura avalie a possibilidade de levar bicicletas dentro de ônibus e lotações, em horários alternativos, fora do pico.

Flexibilização dos horários de trabalho dos municipários: Para favorecer a mobilidade propusemos o Programa de Incentivo à Qualidade de Vida e à Mobilidade Urbana. Voltado aos servidores da Prefeitura de Porto Alegre, permite a antecipação ou a prorrogação de horário de início e de término de sua jornada de trabalho, evitando que todas/os as/os municipárias/os se desloquem no mesmo horário.

Prazo para construção de ciclovias: Prevê prazos para a execução dos 395 km de ciclovias previstas no Plano Diretor Cicloviário.

Fundo para ciclovias: Cria o Fundo Municipal de Gestão do Plano Diretor Cicloviário Integrado (PDCI). Os recursos do Fundo seriam aplicados exclusivamente no aprimoramento de ciclovias, bicicletas e ciclorrotas.

Bicicletários gratuitos na Área Azul: Prevê um mínimo de 5% do espaço reservado aos automóveis na Área Azul para a implantação de estacionamentos das bikes.

Viabilizar velódromo: Inclui no Plano Diretor Cicloviário a construção de pistas de ciclismo, reforma e manutenção de estruturas físicas para a prática de esportes com bicicleta. Articulou recursos financeiros por meio de emenda do deputado federal Henrique Fontana para viabilizar o velódromo.

Autorização para circular fora de ciclovias em maior velocidade: Permite que ciclistas em treinamento ou em velocidade igual ou superior a 20km/h possam circular fora de ciclovias e ciclofaixas.

Áreas de proteção para ciclistas de competição: Busca garantir mais segurança para ciclistas em treinamento.

Compartilhamento de pista para ciclistas em treinamento: Sugere sinalização vertical e horizontal indicando compartilhamento de pista para ciclistas em treinamento no circuito do Parque Harmonia, formado pelas Avenidas Edvaldo Pereira Paiva, Loureiro da Silva e Augusto de Carvalho.

Estímulo à prática esportiva com bicicleta: Prevê 20% do montante arrecadado com multas de trânsito para a construção, reforma e manutenção de estruturas físicas para a prática de esporte com bicicleta.

WhatsApp chat